maracujá sobre

sobre

Jardins Comestíveis é um programa da Associação Dia da Terra Brasil: uma plataforma que usa a land art com a permacultura, no intuito de integrar arte, ecologia, conscientização alimentar e capacitação de forma transversal.

Em 2022, o Parque Linear Guaratiba em Guaianases, Zona Leste de São Paulo, foi escolhido para ser o piloto dessa iniciativa e que, realizado em conjunto com a comunidade local, a 1ª edição do projeto implantou a obra de land art, Renda Guaianás, do artista franco-tunisiano Jean Paul Ganem e colaboração da permacultora Bia Goll, com 1.150 caixas contendo 8.400 mudas produzidas pela Horta Comunitária da Vila Nancy. Ao longo da implantação, foram mais de 100 oficinas, voltadas para aproximadamente 2000 beneficiários locais, além de disponibilização de refeições para frequentadores do parque e um trabalho de mobilização e união comunitária.

Agora, em 2024 com o desenvolvimento da 2ª edição, a obra se torna perene, um viveiro escola de LandArt do artista Jean Paul Ganem, junto à chef e permacultora Bia Goll e o agroflorestor Iuri Timoner. Nesta edição, o projeto visa ressignificar uma área descampada em um jardim comestível por meio de oficinas de capacitação, com o objetivo de promover a segurança alimentar da comunidade, reconectar, ensinar permacultura e viabilizar a geração de renda.

atividades

A 2ª edição em 2024 conta com ações iniciadas em 16 de abril, com plantio de mudas por jardineiros formados em oficinas do programa. No dia 21 de abril, escolhido para início das celebrações do Dia da Terra por ser domingo, haverá um mutirão para plantio artístico de mudas e apresentação dos primeiros resultados da obra Renda Guaianás, que será entregue completa em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente.

Confira a agenda abaixo. Em breve, mais detalhes!

quem faz

DIRETORA PRESIDENTE

COMUNICADOR E EMPREENDEDOR CULTURAL

ARTISTA PLÁSTICO

Coordenador técnico e agrofloresteiro

PERMACULTORA

Produtora Executiva
Assessoria de Imprensa
Relações Institucionais
Assessora executiva
Coordenadora de Comunicação
Educadora Ambiental
Assistente Administrativo

Ana Paula Jones

Presidente do Dia da Terra Brasil e Antropóloga
Ana Paula Jones
Artista Autoral, Especialista em Antropologia Teatral e Performing Arts, Consultora em Economia Criativa. Comunicadora, Engenheira Social, Pesquisadora dos Povos e Comunidades Tradicionais. Acumula 32 anos de experiência em artes cênicas, pesquisadora de rituais e expressões vivas, trabalha com comunicação, educação, formação, empreendedorismo, produção audiovisual, criação, elaboração, produção de projetos culturais, ambientais, sociais e de desenvolvimento humano. Já realizou o “Seminário Expressões Vivas” em países como EUA, Espanha, Kenya, Senegal, Angola e EUA. Bacharel em Artes Cênicas/ Interpretação pela Universidade do Rio de Janeiro/ Uni-Rio, Cursou Direção Teatral na UFRJ, e foi aluna especial do Mestrado EAD/ ECA USP e da Antropologia – FFLCH USP
pop-mozart-top
pop-mozart-decor2

Mozart Mesquita

comunicador e
empreendedor cultural

Mozart Mesquita
Pai de dois meninos lindos de 4 e 11 anos, Mozart Mesquita atua na economia criativa desde os anos 90. Recentemente decidiu que precisava encher a boca para dizer aos seus meninos o que estava fazendo e qual o legado que gostaria de deixar para eles nesse planeta. Propósito passou a ser uma palavra de ordem e a preservação do meio ambiente uma missão. Aprender sobre como agir de forma cada vez mais correta em relação ao planeta que queremos que os nossos filhos vivam tem sido seu principal objetivo e o que o levou a encampar o projeto Dia da Terra no Brasil.
pop--mozart-botton
pop-jp-top
pop-jp-decor2

Jean Paul Ganem

Artista plástico

Jean-Paul

Jean Paul realiza seu trabalho através da modificação da paisagem. Responsável por mais de 50 obras de landart ao redor do mundo, foi responsável, entre elas, pelo projeto “Le Jardin des Capteurs”, em Montreal, por meio do qual, com apoio da Prefeitura local e do Cirque du Soleil, implantou uma obra de land art em um aterro, revitalizando o espaço e integrando pessoas da comunidade penitenciária, que contavam dentro do programa com capacitação profissional e redução de pena. Realizou também projetos que relacionam Gastronomia e Paisagismo (Singhampton Project), além de projetos que visam a apropriação e novação da relação entre as comunidades e áreas do entorno (Le Jardin des Fissures, projeto no qual o desenho de uma fábrica desativada, da qual o entulho por mais de 20 anos serviu como um playground perigoso para as crianças do bairro, foi revisitado por meio do plantio de um jardim).

pop-jp-botton
pop-renata-top
pop-renata-decor2

Iuri Timoner

Coordenador técnico e agrofloresteiro
Iuri
Engenheiro de produção, trabalhou por quase 10 anos em empresas de grande porte como gestor. Em 2019 começou a direcionar seus esforços como agroflorestor e, em 2022, fundou a Dois Rios Agrofloresta, empresa de consultoria em sistemas agroflorestais e agroecológicos que tem como missão regenerar solos, biomas e relações humanas por meio de relações positivas com a natureza.
pop-renata-top
pop-bia-botton
pop-bia-decor2

Bia Goll

Cozinheira e permacultora

Bia Goll
Pesquisadora de comida de verdade in loco. Visita fazendas e sítios, investiga receitas regionais e compartilha histórias e culturas no Brasil e no mundo. Por oito anos foi proprietária do restaurante Otto Bistrot (SP), espaço de ousadia gastronômica e social, onde usava ingredientes não industrializados e organizava eventos com produtores, aulas de permacultura, gastronomia, exposições e apresentações de artes e atitude sustentável. Desde 2012 presta consultoria para desenvolvimento de cardápios para escolas, empresas e restaurantes. Em 2016 participou da exposição “Vestígios”, uma das primeiras de food art no Brasil e do Food Art Week Paris, em 2017 Berlin , 2018 cidade do México. É uma das idealizadoras do Festival de Agricultura Urbana de São Paulo que agora em 2023 realizou sua 7° edição.Em 2018/19 participou do projeto alimentACAO , junto com a prefeitura de SP levando comida saudável e consciência ecológica para as comunidades de baixa renda de São Paulo.
pop-bia-botton

Flávia Barion

Produtora Executiva
Flávia Barion

Atua como produtora executiva com foco em planejamento estratégico há 20 anos no meio cultural. Participou de grandes projetos em musicais renomados, peças de teatro, entretenimento e audiovisual. Trabalhou em produtoras como Chaim Produções e Endemol Shine Brasil. Visando tomar um outro rumo para sua carreira com foco mais social e ambiental, surgiu a oportunidade de fazer parte do time da Associação Dia da Terra onde trabalha atualmente.

pop-beatriz-top

Raquel Luccat

Assessoria de Imprensa
Raquel Luccat
Atua em projetos, empresas e instituições diversas, no âmbito da Comunicação e das Relações Institucionais. Trabalhou em projetos nacionais e internacionais de Arte, Arquitetura, Design e Meio Ambiente, no Instituto Tomie Ohtake, no Masp, Museu da Casa Brasileira, entre outros. Foi Assessora de Comunicação do UOL, da Caixa (na área cultural), de entidades voltadas para categorias profissionais, de importantes construtoras, escritórios de arquitetura e urbanismo, e de artistas e galerias de arte. É radialista, tendo produzido e apresentado programas de entrevistas, música e comportamento. Viabilizou dezenas de publicações, eventos e exposições, no Brasil e no exterior. No Dia da Terra, dedica-se ao desenvolvimento institucional, buscando parcerias, recursos e visibilidade pública
pop-beatriz-botton
pop_andreia-top
pop-andrea-decor

Andreia Caciji

Gestora de projetos

Andrea Caciji

Gestora de projetos e produtora executiva em ações de cunho ambiental, criativo e sócio cultural. Trabalha com cultura e projetos desde 2010 e esteve envolvida nas equipes de implantação de paisagismo do Parque Olímpico Rio 2016, de apoio técnico da restauração dos jardins do Palácio Gustavo Capanema e de gestão e produção de exposições/intervenções de artistas como Coletivo Barra Funda e Coletivo Coletores (“ImageCon”, São Paulo, 2021), Jean Paul Ganem (Documentário “A Margem da Paisagem”, Brazimage & Aurora Filmes, 2013), Claudia Andujar (“Sonho Verde Azulado”, Prédio Histórico dos Correios, 2012), Renata Bueno (“Árvore RG”, São Paulo, 2012), Cássio Vasconcellos (“Noturnos”, Prédio Histórico dos Correios, 2010), entre outros.

pop_andreia-top

Agel Pimenta

Assessora executiva
Agel_pb
Formada em Comunicação Social e Mestre pelo Museu de Arte Contemporânea da USP, foi pesquisadora Capes durante três anos e se especializou nas áreas cultural e audiovisual, trabalhando com a elaboração de projetos culturais e na produção de casting de grandes produtoras de São Paulo.
pop-renata-top
tomate pop up

Naila Broisler

COMUNICADORA,
ESTRATEGISTA DE MARKETING E GERENTE DE PROJETOS

Naila Broiisle

Gestão de projetos, marketing, comunicação e conteúdo norteiam seu histórico profissional, além de atuar em iniciativas que fomentam a economia criativa, compartilhada e as causas sócio-ambientais. Com perfil empreendedor, sempre buscou estar envolvida em negócios inovadores e que a desafiassem como profissional. Sua trajetória passa por empresas como o site Catraca Livre, O2 Filmes (na gestão do software de roteiro Story Touch), POPSPACES, no qual também esteve à frente do projeto “A Maior Festa de Casamento do Mundo” (https://youtu.be/fL4J0gIz8JA), Mercado Livre e na MOS Incorporadora.

pop-naila-botton

Juliana Mangaba

Educadora Ambiental
Juliana Mangaba
Estudiosa da cultura popular e ancestral do Brasil, desde 2004 pesquisa práticas agrícolas em comunidades rurais e periféricas. Coletivamente construiu, cuidou e coordenou hortas, hortos medicinais e sistemas agroflorestais no Ceará, Rio Grande do Sul, Uruguai, Argentina, interior de Minas Gerais e Belo Horizonte, tanto em contextos rurais quanto urbanos. Em Roraima trabalhou na resposta humanitária à crise venezuelana junto à ONU, ONU Mulheres, UNFPA, OIM e outras organizações. Neste contexto, idealizou, implementou e coordenou o projeto de meios de vida com mulheres artesãs da etnia Warao por três anos. Atualmente integra a equipe da organização formigas-de-embaúba, que promove educação ambiental crítica a partir do plantio de miniflorestas de mata atlântica com estudantes de escolas públicas, sensibilizando as novas gerações para a urgência da regeneração de ecossistemas e mitigação das mudanças climáticas. Presta consultoria para o INSUAH (Estudo Integrado em Agricultura Urbana como Patrimônio), um convênio entre a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo com as universidades: RWTH Aachen (Alemanha), Tóquio (Japão), CUJAE (Cuba) e Bandung (Indonésia).

Lyam Leandro

Assistente Administrativo
Lyam Leandro
Estagiário em Projetos no IDIS. Estudante de Ciências Econômicas pela universidade Unip. Desde 2020 vem atuando em causas sociais em busca de um sonho… A conscientização humana. Foi em 2020 voluntário em uma ong com foco exclusivo em pessoas trans. Coordenador da comunicação na Ong no período do auge da pandemia do COVID-19, estruturando todas as mídias sociais para o aporte financeiro ao auxílio da “comunidade” trans, além de construir a parte administrativa da Ong. Participou de vários núcleos para pessoas trans e foco em LGBTQIA+, como: IBRAT, CATS, Núcleo de Transmasculinidades, projetos com a UNIFESP, Museu da Pessoa, Festivais Sociais Culturais, dentre outros. Desde 2022 atua com programas nacionais de incentivo à cultura (PRONAC) entre eles: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, Banca Galeria (Vivara), entre outros. Em 2023 participou do projeto da reinauguração da Casa das Rosas, e em 2024 é coordenador técnico e educativo para o projeto Dia da Terra, que ocorrerá em Guaratiba (PRO-MAC), além de ser palestrante sobre o tema: “Pessoas trans no meio coorporativo”. Foi estagiário na Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (2021-2023).